• The Brazilian Critic

À Primeira Vista: “Jesus”

Atualizado: 17 de Jul de 2020


Estreou na última terça-feira (24/07) a nova novela da RecordTV, em pareceria com a Casablanca Filmes. “Jesus“, de autoria de Paula Richard e direção de Edgard Miranda é a mais nova telenovela da emissora, seguindo a tradição de produções bíblicas no horário das 8 horas, substituindo a minissérie “Lia“.


Analisando a primeira semana, percebemos que o conceito da emissora continua semelhante às produções anteriores: alto investimento na estética, mas um roteiro que não atrai o grande público.


Aliás, visualmente, a RecordTV evoluiu muito desde “A História de Ester” de 2010, sua primeira empreitada em produções bíblicas. E não haveria de ser diferente: ao contar a história do messias líder dos movimentos cristãos — incluindo o responsável pela administração da emissora — era de se esperar cenários babilônicos, figurinos suntuosos e uma trilha sonora triunfal, todos executados com muita qualidade, sem dúvida. Mas o que geralmente dificulta as tramas da emissora em questão é o roteiro.


A nova novela deve se ater em trabalhar melhor os diálogos e os personagens, afim de não perder a função de entreter e passar a ser apenas um veículo de evangelização da emissora.

2680ifpvukhhslngzvi3g3d1s

O capítulo de estreia começou diferente das outras novelas, inovando com efeitos visuais em uma dispensável cena de Adão e Eva, servindo de propaganda para um provável tema de sua próxima produção, além de já começar mostrando a cena da crucificação, anunciando que o caminho do protagonista não será fácil, tudo isso narrado pela voz de Paulo César Pereio. E ao longo da semana, a trama se mostrou ser bem direta com o público, mostrando, sem delongas, quais personagens são os bons e quais são os maus.


À primeira vista, “Jesus” é um desafio grande para a RecordTV. A parte técnica da produção parece que já está aprovada, mas falta ainda saber como os personagens serão desenvolvidos e como a trama fará para não parecer doutrinadora. Como fazer uma história contada tantas vezes, com um final já conhecido por todos, ser atraente para o público? Os próximos capítulos dirão a resposta.