• The Brazilian Critic

Segunda temporada de “Sob Pressão” é uma das melhores produções de 2018

Atualizado: 17 de Jul de 2020


O que caracteriza o sucesso de uma série de televisão? Será o roteiro bem pensado, abordando temas realistas, com histórias bem desenvolvidas e que prendem o espectador? Serão os personagens, frágeis e ao mesmo tempo heroicos, vivendo situações com a dose certa de dramaticidade, a ponto de gerar empatia por parte do público? Ou é a direção e a parte técnica, que conduzem o programa com uma fotografia imersiva e uma montagem dinâmica?


Na verdade, são todos esses elementos que acabam tornando uma série de televisão um material de sucesso, independente do subgênero em que ela se encaixa, capaz até de converter adeptos da cultura internacional. É o que acontece com “Sob Pressão“.


Escrita por Lucas Paraizo, Antonio Prata, Marcio Alemão e André Sirangelo, baseada no filme “Sob Pressão”, livremente inspirado no livro homônimo de Márcio Maranhão em depoimento à Karla Monteiro, ideia original de Mini Kerti, e com direção de Andrucha Waddington e Mini Kerti, a série da TV Globo finalizou a sua segunda temporada nessa terça-feira (18/12) mostrando que é uma das melhores produções nacionais de 2018.



O segundo ano da série continua a retratar a vida profissional e pessoal do casal de médicos Carolina e Evandro, que agora oficializam a união, mas não conseguem se afastar física e mentalmente do Hospital em que trabalham. Os dramas internos de Evandro e os fantasmas do passado de Carolina acabam colidindo com a difícil missão de salvar vidas em um centro de emergência público, causando consequências na relação dos dois. A emergência de Madureira também passa por momentos de tormenta, quando se vê presa à uma nova administração corrupta, podendo colocar em risco a funcionalidade do hospital.


A segunda temporada consegue ser ainda mais imersiva, mostrando as dificuldades dos médicos ao se depararem com a precariedade da saúde pública. Mas outro ponto positivo que melhora a qualidade dos roteiros desse novo ano é a forma como as histórias paralelas à trama principal são contadas, tanto dos outros membros da equipe médica quanto dos pacientes que chegam a cada episódio. Episódios externos, como o acidente de um ônibus, o desabamento de um prédio, e até o resgate de um paciente obeso, mostram a versatilidade da dupla de diretores, dando maior gás à série médica.


Com relação às interpretações, a dupla protagonista Júlio Andrade e Marjorie Estiano dá show! Júlio Andrade traz um Evandro quase impenetrável, fiel à missão de salvar vidas custe o que custar; entretanto, se mostra frágil com relação aos vícios, colocando à prova toda sua qualidade profissional e sua relação pessoal. Marjorie Estiano é, sem dúvida, uma das melhores atrizes do cenário nacional! Sua Carolina consegue passar sentimentos apenas com o olhar, sendo uma das personagens mais humanas já escritas para a televisão brasileira.


O elenco coadjuvante também se sobressai, já que nessa temporada seus personagens possuem maior desenvolvimento, com destaque para Bruno Garcia, Heloísa Jorge, Pablo Sanábio e Stepan Nercessian, cujo Dr. Samuel tem um dos desfechos mais importantes da temporada. A adição de personagens novos também é um ponto alto desse ano, trazendo antagonistas que balanceiam a imagem sacra que se formou dos médicos. Fernanda Torres está novamente em um feliz papel dramático na televisão, mostrando todo seu potencial como a corrupta nova administradora do hospital. Humberto Carrão também se sai bem como o detestável Dr. Henrique.



A temporada traz também participações especiais muito interessantes. Priscila Steinman, Carlos Vereza, Luis Melo, Léa Garcia, Antonio Pitanga, Roberta Gualda, Pedro Wagner, dentre vários outros. A série também aborda temas importantes e atuais, como a cirurgia de transgêneros, fanatismo religioso, desvio de verba pública para a saúde, depressão, etc.


Sob Pressão” termina seu segundo ano com um saldo super positivo!.Atores dedicados aos papéis, personagens complexos e muito bem escritos, e uma trama envolvente com episódios amarrados fazem da segunda temporada da série uma das melhores coisas feitas para a televisão no ano de 2018. Que venha a terceira!

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now